topo

Notícias

23º Itaipu Rural Show: Biossegurança aplicada na suinocultura

A biosseguridade ajuda a prevenir a ocorrência e disseminação de enfermidades nas populações animais, a partir de procedimentos definidos para cada caso e local. Foi com este conceito que a Professora Vera Letticie Ruiz, da USP/SP, iniciou sua palestra sobre biossegurança aplicada na suinocultura, nesta sexta (04/02) à tarde, no 23º Itaipu Rural Show.

Logo ela explicou como estruturar um bom projeto de biosseguridade, onde é importe avaliar: os índices produtivos da granja, setores e fluxos de trabalho, habilidades e dificuldades de quem cuida da pocilga, animais de todas as fases e os resultados financeiros.

Já entre as medidas gerais de proteção, a professora destaca o isolamento da granja, em distância segura, de possíveis focos de vetores, além de cercamento da propriedade. Também fazem parte das medidas a lavagem e sanitização das instalações, a restrição de visitas, o vazio sanitário entre cada lote, o programa de vacinações, o isolamento e tratamento de animais que adoecem.

O uso de água potável e tratada para alimentação dos animais, bem como para higiene, é indispensável. O rigoroso controle de qualidade dos ingredientes de ração, o tratamento correto dos efluentes e o destino correto dos resíduos das pocilgas e dos animais que morrem na granja integram o rol de medidas para garantir a qualidade do rebanho”, finaliza a pesquisadora Vera Letticie.

Atualmente os produtores de suínos associados à Cooperitaipu e integrados a Aurora Coop, entregam anualmente mais de 600 mil suínos terminados para o abate.

O 23° Itaipu Rural Show, exposição destaque nacional para o agronegócio, acontece em Pinhalzinho, Oeste de Santa Catarina, no Centro de Difusão de Tecnologias Itaipu, às margens da BR 282, Km 580. Realização da Cooperativa Regional Itaipu.